João Carlos Castanha

João Carlos Castanha iniciou sua carreira de ator em 1979 no grupo teatral “OI NOIZ AQUI TRAVEIZ”, com a peça “A bicicleta do condenado”, de Fernando Arrabal. E hoje já conta com mais de 40 espetáculos de sucesso como, “A aurora de minha vida”, de Naum Alves de Souza, “A rainha do rádio”, de José Safiotti Filho, “O menino maluquinho”, de Ziraldo, onde fez o roteiro e a direção.

Mais recentemente escreveu e atuou em “Até o fim”, em 2016”, com direção de Zé Adão Barbosa, espetáculo que lhe rendeu um prêmio especial pelos anos de carreira durante o Porto Alegre em Cena de 2016.

Seu último espetáculo foi “O que terá acontecido a Baby Jane”, com roteiro e direção de Baby Jane. Atualmente prepara-se para a estreia de “O segredo de um vampiro”, texto de sua autoria e que terá direção de Zé Adão Barbosa. E também “Réquiem para Piaf”, com texto e direção de Bob Bahlis.

No cinema começou no ano de 1985 com o filme “Sonho sem fim”, longa-metragem de Lauro Escorel, onde atuava ao lado de Carlos Alberto Ricceli, Débora Bloch, Fernanda Torres, entre outros.

Depois fez “O mentiroso”, de Werner Schunemann, em 1989 entre outros longas tipo “O tempo e o vento”, de Jaime Monjardim, em 2013.

No ano de 2014 sua vida foi retratada no longa-metragem “Castanha, o filme”, de Davi Pretto, que estreou em 2014 no Festival de Berlim tendo participado de mais de 50 festivais pelo mundo, inclusive tendo ganho o prêmio de melhor ator no festival de Las Palmas nas Ilhas Gran Canarias, da Espanha.

Também foi premiado com o prêmio de melhor ator pelo curta metragem “Gaveta”, de Richard Tavares, no festival Manuel padeiro em Pelotas.

Além, é claro, de dividir seu tempo com trabalhos artísticos em casas noturnas, shows de stand-up em boates LGBT com a icônica Maria Helena Castanha, personagem criado por ele e que completou 35 anos em cena, além de muitos outros como o estilista Reginaldo.

Mande sua mensagem

Abalô Conexões Plurais

Contato

  • (51) 98659-3648
  • jcastanha1961@gmail.com
Skip to content